domingo, 17 de abril de 2011

Resenha: Dezesseis Luas

Título: Dezesseis Luas - Beautiful Creatures, #1
Autor: Kami Gracia & Margareth Sthol
Editora: Galera Record
Páginas: 490
Ano: 2011
Nota: 5/5
ISBN: 978-85-01-08691-4


Desde o momento que vi Beautiful  Creatures no site Sobre Livros fiquei interessado pela sinopse. Após a divulgação da Galera Record dizendo que iria lançar a série aqui no Brasil minha ansiedade só aumentou. A série lá fora é um sucesso absoluto, foi o livro mais vendido e eleito um dos melhores de ficção em 2009 pelo comércio eletrônico Amazon.com. WOW

Ethan Wate um garoto de 16 anos vive em Gatlin , uma pequena cidade da Carolina do Sul. Um lugar monótono, onde nada acontece. Embora um ano anterior com a perda de sua mãe em um acidente de carro, seu pai torna-se recluso e somente Amma, sua criada é capaz de suprir o papel de mãe e de pai. Em meio a toda essa monotonia Ethan começa a ter sonhos com uma certa garota que nunca viu e por quem está apaixonado mas, como se apaixonar e como ter medo de perder alguém se você nunca a conheceu? 
Tudo muda com a chegada de Lena Duchannes, uma garota de cabelos negros e que possuem uma pequena marca abaixo do olho esquerdo, algo similar a uma lua crescente. O que mais intriga Ethan é que Lena é a garota de seus sonhos. Ninguém esperava, nem mesmo Ethan que a chegada de Lena irá mudar toda a Gatlin e principalmente sua vida, pois, Lena esconde uma misteriosa maldição que poderá torná-la um ser da Luz ou das Trevas para sempre.

Desde o começo Dezesseis Luas já surpreende. As autoras criaram um cenário, uma atmosfera obscura e cheia de segredos e simbologias que se relacionam com a estória, o que torna a leitura fácil, prazerosa e fascinante.
A narrativa do livro é fácil, nada que me deixou perdido, outro ponto positivo. A descrição dos cenários, das emoções e os fatos narrados, deixaram aquela impressão que estava em Gatlin. Outra singularidade, o livro é narrado em primeira pessoa por Ethan, algo que achei interessante o que tornou a leitura mais dinâmica e equilibrada.
Os personagens são bem característicos, embora haja alguns clichês como: as líderes de torcida, o time de basquete, o ambiente bullyng e mães loucas e super protetoras. Só que isso não atrapalha nada a originalidade do enredo.
O enredo do livro é sensacional, fiquei em dúvida sobre o que iria acontecer no próximo capítulo, algo que me torturava e que me fazia estipular várias coisas ao mesmo tempo. Outro fator positivo são as "criaturas" que as autoras criaram aqui, nada de vampiros, lobisomens e anjos.
Dezesseis Luas possui vários momentos marcantes, cheios de magia e momentos surpreendentes, a trama vai se desenrolando e levando a um final sufocante. É claro que ficou muitas lacunas, eu diria crateras para o próximo livro Dezessete Luas (ainda sem previsão no Brasil). O que torna este livro uma leitura obrigatória para 2011 é por ser inovador, a inteligência das autoras de utilizar de novos recursos que nunca havia visto antes em outras obras consagradas na blogosfera.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba as últimas atualizações

Receba as novidades no seu email

Clique e some