domingo, 16 de outubro de 2011

Resenha: A Pirâmide Vermelha

Depois de séculos vamos a mais uma resenha, o livro abaixo foi lido ano passado e por conta do lançamento da sequência esta semana não pude deixar, de finalmente, postar a resenha do primeiro livro da série As Crônicas do Kane - A Pirâmide Vermelha. Espero ver comentários.

Título: A Pirâmide Vermelha
Autor: Pittacus Lore
Série: As Crônicas dos Kane, #1

Páginas: 352
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580570137
Ano: 2011
Nota: 4/5

Desde a morte de sua mãe, Carter e Sadie viveram perto de estranhos. Enquanto Sadie viveu com os avós, em Londres, seu irmão viajava pelo mundo com seu pai, o egiptólogo brilhante, Dr. Julius Kane.

Uma noite, o Dr. Kane traz os irmãos juntos para uma experiência de “pesquisa” no Museu Britânico, onde ele espera para acertar as coisas para sua família. Ao contrário, ele liberta o deus egípcio Set, que expulsa-lo ao esquecimento e forças das crianças a fugir para salvar suas vidas.

Logo, Sadie e Carter descobre que os deuses do Egito estão acordando e, o pior deles – Set – tem a sua visão sobre o Kanes. Para detê-lo, os irmãos embarcam em uma perigosa viagem em todo o mundo – uma busca que traz os cada vez mais perto da verdade sobre sua família e seus vínculos com uma ordem secreta que existiu desde o tempo dos faraós.

Quando estava lendo A Pirâmide Vermelha não podia acreditar no que estava vendo, Rick Riordan mostra nesse livro uma versatilidade enorme em escrever um enredo totalmente diferente de sua série anterior Percy Jackson e os Olimpianos. Não há como comparar essa série com a de Percy, são temas totalmente diferentes, tornando-o um autor que mantém uma qualidade mutável, claro, de maneira bem positiva.

O livro é narrado em primeira pessoa por dois protagonistas: Carter e Sadie. As cada dois capítulos um narra um determinado ponto da história, pois o livro parte da idéia de uma transcrição em áudio dos fatos, algo que achei inovador.

Os personagens são bem estruturados e até mais maduros. Os conflitos que os irmãos Carter enfretam como a morte da mãe, são um dos motivos que exercem essa maturidade nos personagens. Os deuses são bem cruéis, achava que eles não fossem tão ruins. O enredo do livro é eletrizante, cada capítulo há um perigo diferente e fugas alucinantes. Todos os momentos Carter e Sadie estão correndo risco de vida, pode ser por um Monstro ou até mesmo...um deus. Realmente é de tirar o fôlego e alguns momentos cheguei a pensar "eles não tem um minuto de paz não?". 

O que mais achei interessante neste livro foi a mitologia egípcia, algo que sabia muito pouco. O modo como Rick Riordan adapta a mitologia na história é único, nunca vi nenhum outro autor que conseguisse essa proeza. Trazer um tema como mitologia para os dias de hoje é um desafio e fazer com os jovens se interessem pela história, somente ele mesmo.

Há momentos hilariantes neste livro, as brigas entre Carter e Sadie são normais e o babuíno Khufu renderam ótimas risadas. Os personagens que mais gostei foi Carter (apesar de ser as vezes cabeça dura e não ter muita confiança em si mesmo, gostei do seu crescimento ao longo do livro) e a Deusa Gata Bastet (com sua coragem e personalidade forte).

Vários elementos são positivos em A Pirâmide Vermelha, uma história que vale a pena ser conferida, recheada de magia, fugas, monstros e Deuses a procura de poder. Com certeza foi uma das leituras mais prazerosas que já tive, estou louco para ler O Trono de Fogo, lançado recentemente pela editora Intrínseca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba as últimas atualizações

Receba as novidades no seu email

Clique e some